Daqui a um ano!

Daqui a um  ano todos os que são inscritos como eleitores irão às urnas para votar.

Todos terão que votar em pessoas (não é mais só homens e mulheres), cujas quais, o eleitor não teve condições de aprovar para que se tornasse candidato apto a ser votado, pois isso foi feito pelos Partidos Políticos. Será a primeira eleição a nível estadual e federal após a era da Lava-jato. O POVO em sua grande maioria, vai ter o direito de escolher alguém para presidir o Brasil, alguém para governar seu Estado, e escolherá duas pessoas para serem senadores do seu estado para atuar em Brasilia, e, no nosso Mato Grosso do Sul, o eleitor poderá escolher um dos oito que serão deputado federal para atuar também em Brasilia. O POVO escolherá ainda aqui no MS,  um dos vinte e quatro deputados Estaduais para atuar aqui mesmo no nosso Estado. O modelo não creio que será diferente, aqueles que tiverem mais esquemas, que contratarem mais pessoas para trabalhar sua campanha, acabarão por se eleger.

Os partidos vão escolher qualquer um que tenha alguma popularidade. Não importa se tem condições de fazer um bom governo ou um bom mandato. O que importa é que tenham patrocinadores ou dinheiro próprio, e alguma expressão no seio da sociedade.

Para presidente da republica, não importa se tem processo ou está sendo acusado de corrupção. Também não importa se tem ou não capacidade para governar o Brasil e dai já despontam dois desequilibrados o Lula e o Bolsonaro. No campo da bizarrice, fala-se em João Dória, Romario, Bernardinho, Luciano Hulk e não vou estranhar se  surgir o Tiririca, Tite, Mano Menezes e até o Jô do Corinthians.

O PMDB ainda não tem ninguém, os seus nomes mais valorosos, terão encontro com a Justiça e certamente com a cadeia a hora que acabar o atual mandato. Não vislumbro nenhum nome do PMDB de repercussão nacional que não esteja planilhado pela justiça com processos em andamento. O PSDB possui ainda com alguma coerência mas beirando os cem anos, Fernando Henrique. Saiu dai, tem o governador de São Paulo, que também não é tão ficha limpa assim, e tem ainda ???……. me ajude ai que não achei outro. O PDT tem o Ciro Gomes, muito preparado, com discurso afiadíssimo e pouca simpatia dentro da classe politica. Roberto Jeferson que foi protagonista do “mensalão” diz que o Ciro é muito competente mas é “brigão” demais. Ainda dentro dos atuais políticos nacionais, temos o Alvaro Dias que não sei porque não consegue fazer o POVO lhe compreender.

Temos alguns nomes fora dessa luneta da mídia e movimentação politica, entre esses posso citar Nelson Jobim, Ayres Brito, Ronaldo Caiado, Helen Greice e o próprio Fernando Henrique. Mas não vejo muita movimentação no rumo deles. A sociedade seja em que nível for, precisa não votar por votar, não votar por repudio, não voltar em salvador da pátria, não votar em falastrão, e menos ainda não deve votar em bonitinho, bonzinho ou qualquer coisa que tenha “inho”. Seja la como for, para tristeza de muitos que querem mudança de verdade, não creio,  que já nas eleições do ano que vem o POVO vá votar com consciência sem vender o voto. Tenho muita esperança que o POVO faça uma varredura na classe politica atual, mas que isso venha acompanhado de uma nova postura a partir dai, qual seja,  de participar, de cobrar, de fiscalizar e de não aceitar a menor ligação  dos futuros eleitos com a corrupção. Não podemos escolher os nomes que os partidos vãos nos obrigar a votar, mas podemos sim, dentre aqueles que aparecerem pedindo voto, primeiro não reeleger, e depois entre os que mereçam uma oportunidade, seja para qual cargo for, consultar sua ficha.

The following two tabs change content below.

Latest posts by David de Moura Olindo (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *